Romeu Carvalho

#

02 dez: CAMERJ RIO CONSEGUE EVITAR A CONSOLIDAÇÃO DA PROPRIEDADE E A MUTUARIA QUE ESTAVA COM TRÊS PARCELAS EM ATRASO DEPOSITOU JUDICIALMENTE UMA PRESTAÇAO VENCIDA E UMA ATUAL ATÉ A SUA REGULARIZAÇÃO. CEF A PARTIR DA TERCEIRA PRESTAÇÃO EM ATRASO SÓ ACEITA O PAGAMENTO À VISTA-FERE A FUNÇÃO SOCIAL DO CONTRATO E TRATA-SE DE ABUSO DE DIREITO.

  A mutuaria se encontrava com três parcelas em aberto e a CEF exige o pagamento na sua totalidade quando…

#

01 nov: CAMERJ RIO E PERITO JUDICIAL CONSEGUEM, NO TRIBUNAL DE JUSTIÇA DO RIO DE JANEIRO, COMPROVAR QUE A TABELA PRICE CAPITALIZA JUROS COMPOSTOS NOS ENCARGOS MENSAIS CONTRA O BRADESCO E JUIZ DETERMINA O SEU EXPURGO E O REEQUILÍBRIO DO CONTRATO FIRMADO PELO PES/CP EM 1988 ONDE SERÁ APLICADO INPC TANTO NAS PRESTAÇÕES COMO NO SALDO DEVEDOR O QUE RESULTARÁ EM SALDO RESIDUAL NULO E A DÍVIDA RESTARÁ TOTALMENTE QUITADA.

A mutuaria ingressou uma ação contra o BANERJ no ano 2004 (processo n. 0033677-77.2004.8.19.0001), posteriormente, o contrato foi assumido pelo…