A GRANDE ILUSÃO DE QUE NOS PLANOS SAC E SACRE O MUTUÁRIO PAGARÁ MENOS ATRAVÉS DOS ANOS.

A grande ilusão vem da ideia que os bancos vendem aos mutuários no sentido de que as prestações serão reduzidas como o passar do tempo.

Em verdade, o mutuário o começa pagando muito juros dentro encargos mensais, entretanto, como o saldo devedor é reduzido mensalmente cria-se a ilusão de que se esta pagando menos.

Essa metodologia é adotada para o cálculo de cada prestação mensal pelo sistema SAC ou SACRE que faz efetivamente o saldo devedor ser nulo após o pagamento da última parcela (encargo mensal e saldo devedor atualizados pelo mesmo indexador)

O encargo mensal é composto de AMORTIZAÇÃO que é o resultado da divisão do valor financiado pela quantidade de pagamentos.

Os JUROS, a cada mês, são calculados sobre o saldo devedor do mês anterior com os juros mensais incorporados e que somados à cota de amortização já inicialmente calculada e, formando, então, o valor da prestação a ser pago do mês.

Assim, as prestações acabam sendo decrescentes ao longo do prazo total do financiamento ou empréstimo, porque os juros diminuem gradativamente, consequentes do saldo devedor que vai sendo reduzido com os pagamentos mensais ocorridos.

“todo saldo devedor mensal possui juros e, quando, então, se calcula juros sobre qualquer um deles, conta-se também juros sobre juros, não existindo exceções”.

Nesse entendimento, que é o correto sob o ponto de vista matemático, o SAC e o sistema SACRE Capitalizam juros, pois esse encargo, quando efetuado o controle, pode ser calculado sobre o saldo devedor a cada mês e o financiamento é efetivamente quitado após o último pagamento, comprovando que o sistema escolhido foi fielmente aplicado, cumprindo o seu objetivo

Por outro lado, os contratos com capitalização composta para os mutuários são abusivos considerando que ferem os direitos fundamentais constitucionalmente garantidos que são à erradicação da pobreza e das desigualdades sociais e o direito social à moradia, haja vista que os contratos de  financiamento firmados para compra de imóvel tem com objetivo erradicar o problema habitacional das famílias brasileiras e decerto que pagando um valor extorsivo de juros uma vez que estes se encontram calculados de forma exponencial sobre o saldo devedor acumulado do mês anterior e em cinco anos, após a assinatura do contrato, o mutuário terá dificuldades de pagar plano de saúde, Colégio e outras obrigações vindo a perder o recurso dado de entrada, parcelas pagas e o imóvel.

 

 

Escrever um comentário

Do NOT follow this link or you will be banned from the site!